História da FBTM

Fundada em 1958 pelo Sr. Abelardo da Costa Nunes, então presidente da Federação Baiana de Desportos Terrestres, a FBTM mostra sua força ao chegar aos 59 anos totalmente revigorada e revitalizada. A história mostra a predestinação da Federação ao sucesso:  em 1971, com o mesatenista José Clarindo Bittencourt, o "Pererê", 6º colocado no Brasileiro e com Edvan Fernandes, o destaque do campeonato de 1974. Infelizmente, o estado da Bahia viveu uma estagnação negativa até o ano de 1990, em virtude da falta de interessados na gestão da FBTM, a falta de investimento dos clubes e consequentemente, a carência de atletas de alto nível. 

A história começou a mudar em 1991, com a reestruturação promovida pelas gestões de Luciano Pondé e de José Simões. A Bahia conseguiu o vice-campeonato juvenil e chegou a ter atletas convocados para a seleção mirim. Um novo modelo foi iniciado na gestão Alexandre Salles, entre 1997 e 2000, quando Luiz Carlos assumiu o posto. A pouca penetração nacional e estadual foi um dos problemas do novo presidente, mesmo assim, sua gestão foi responsável pela massificação do Tênis de Mesa na capital, revelando grandes nomes como Rivalino Cardoso, octacampeão baiano, convocado para a seleção brasileira juvenil e com experiência internacional na Europa. Fernando Simões, Alex Wang, Fábio Zacarias, Sidnei Guedes, Viviane Wang, Luiz Carlos entre outros, foram grandes destaques revelados nessa época.

Entre 2006 e 2010, Antônio Chaves e Leilson Petersen foram responsáveis pelo grande desenvolvimento do tênis de mesa em diversas cidades. Destaque para o técnico Ednaldo Fernandes, formador de muitos atletas em Salvador e Itororó, como é o caso do tricampeão baiano Rafael Rocha atual campeão paulista adulto, da tricampeã feminina Maria del Mar do atual bicampeão baiano e detentor de diversos títulos pelo Nordeste, Gimaézio Gomes atual maior nome da Bahia. No paraolímpico, destaque para Ângelo Neto, medalha de prata no Sul Americano da Argentina na década de 90 e grande fomentador do esporte com sua escolinha e tradicional torneio nas manhãs de domingo na AABB – Salvador.

Fora de Salvador, destacam-se as cidades de Feira de Santana, Camaçari, Itororó e Itabuna: Sérgio Queiroz, Leandro Lopes e o campeão baiano Veterano 60 Alonso Camandaroba foram revelados em Feira, enquanto Camaçari começou a evoluir a partir do apoio da prefeitura e dos percursores Josemir Marques e Maurício Moreira com diversos títulos estaduais e também nacionais. A cidade é a casa onde foram formadas as campeãs Brasileiras Luana Andrade e Gabriela Santiago e da atual bicampeã baiana Joice Tavares. A equipe de Itabuna sempre sob o comando de Marcos Junior revelou o talento Moalisson Jesus campeão baiano em 2014, em Salvador Caio Souza mantém a ABTM no Ginásio dos Bancários maior centro de treinamento do estado com grandes atletas veteranos com o status de melhor da capital. Na ACEB- Braskem no Costa Azul Paulo Lima mantém outra escolinha muito requisitada na capital e Ronival Andrade é o grande revelador de talentos garimpando as joias do Colégio Sartre. Municípios como Alagoinhas, Irecê, Ibotirama, Ilhéus, Juazeiro, Porto Seguro, Santo Antônio de Jesus, Serrinha e Uauá tem bons praticantes e começam a investir forte no tênis de mesa.

Com o advento dos Jogos Olímpicos realizados no Rio de Janeiro, em 2016, o esporte em todo o país começa a entrar em ebulição; na Bahia, com a criação do conselho Estadual de Esportes, o primeiro do Brasil, investe-se no fomento ao desporto. Não seria exagero dizer que, nos próximos anos, o Tênis de Mesa seria um dos principais esportes contemplados, pelo bom momento internacional que os atletas tupiniquins vivem a exemplo de Hugo Calderano atual 25º do mundo no ranking da ITTF – Federação internacional da modalidade e pela grande quantidade de projetos em vistas de serem executados pela FBTM no estado da Bahia.

A gestão atual do presidente Paulo Carneiro revitalizou a entidade com a regularização das questões fiscais e financeiras da entidade conseguido todas as certidões e formalizou o modelo de negócios com um planejamento estratégico de médio e longo prazo. Realizamos em 2014 as Maratonas de Tênis de Mesa primeiro projeto aprovado por uma Federação Baiana na LIE – Lei de Incentivo ao Esporte do governo federal com apoio do BNB – Banco do Nordeste do Brasil aporte via imposto de renda onde foram atendidos mais de 7.500 cidadãos de 5 cidades em eventos gratuitos em praças públicas com total êxito das metas atendidas pelo projeto, neste mesmo ano a federação conseguiu seus certificados de utilidade pública estadual e municipal obtendo através da SUDESB – Superintendência de Desportos do Estado da Bahia apoio para o Circuito Bahia realizado em 09 cidades nos anos de 2014 e 2015. Em 2016 foi montada a primeira escolinha de inserção social para 200 alunos no Colégio CEMPA do Bairro da Paz em Salvador e na Escola Tomaz Cantuária em Camaçari com o objetivo de redução da violência, melhora pedagógica dos alunos e inserção social esportiva com o esporte, projeto financiado com apoio da SEPROMI – Secretaria de Promoção e Inclusão Social e da SUDESB.

O principal projeto é a popularização e massificação do esporte no estado agora através de um programa que está em análise pelo GOVERNO DA BAHIA e visa implantar em escolas públicas, o ensino com a formação do profissional de educação física e complementação salarial do mesmo através de captação via lei federal do esporte, possibilitando dedicação integral ao Tênis de Mesa. A meta é formar em 02 anos, 240 novos técnicos e ofertar o ensino a mais de 40 mil alunos em 50 cidades baianas. Inovando na oferta de esportes ao cidadão que deseja praticar atividades físicas, estamos em processo de negociação com uma grande empresa mundial com sede no Brasil e do COFIC - Camaçari para implantação via lei incentivada do Centro de Excelência de Tênis de Mesa que contará com equipamentos de alta tecnologia para treinamento dos melhores atletas baianos e agregado um projeto social para crianças do entorno da cidade iniciarem no esporte e para prática de atividades físicas lúdicas do ping-pong pelo cidadão do município nos horários não utilizados pelos atletas de Alto-Rendimento. As metas do biênio são implantar o tênis de mesa nas grandes e médias cidades do estado com a realização de clínicas para graduandos e profissionais de educação física, formação de RH em gestão e a realização de eventos em Salvador e no interior; esses são os pilares a ser alcançados pela FBTM no estado da Bahia: Capacitação, atração de educadores e novos clubes associados. As medidas visam aumentar o interesse da população pelo esporte, inserção social e formação de novos atletas. Na parte administrativa a entidade estará lançando em breve uma plataforma web para governança corporativa no esporte, assim de forma transparente tornar acessíveis aos seus associados e parceiros as informações sobre a gestão financeira da entidade, captação de projetos e gestão da informação assessorando as entidades filiadas com consultoria esportiva e geração de novos negócios dentro do ecossistema. A implantação do aplicativo de gestão online de eventos possibilita a otimização dos campeonatos realizados pela entidade e seus clubes. Ainda neste ano a FBTM pretende realizar o primeiro “Seminário Estadual com a temática Tênis de Mesa“ em toda sua amplitude: parte técnica, gestão administrativa, contábil, marketing e projeto esportivo, segundo o presidente Paulo Carneiro a ideia é reunir um time de excelência com palestrantes nacionais para impactar os atuais gestores e atrair novos filiados clubes sociais, escolas, faculdades e profissionais de educação física possibilitando para o mercado uma nova visão do nosso esporte como gerador de negócios e oportunidades de emprego e renda.

PRINCIPAIS ATLETAS:

Gimáezio Gomes – CTB – Camaçari (Bicampeão Absoluto A e Adulto)

Caio Souza – ABTM – Salvador (Campeão Absoluto A etapa)

Ernani Sousa – ABTM – Salvador (Campeão V40)

Lucas Carvalho – CTB – Camaçari (Campeão Adulto etapa)

Luis Claudio – CTB – Camaçari (Bicampeão Sênior)

Joice Santiago – CTB – Camaçari (Bicampeã feminina)